263189873885109

domingo, 31 de agosto de 2014

Tudo sobre PASSEIOS: dicas, benefícios e consequências

     Olá, aqui é a Biba! Hoje vou falar sobre algo que todo cachorro ama: PASSEIOS! Mas infelizmente, nem todos os donos proporcionam esse tipo de divertimento para nós. Nesse post trarei vários motivos para te convencer a passear com seu pet!

fonte: http://www.amamoscachorros.com.br/wp-content/uploads/2013/03/cachorro-adestramento-caociente-passeando-sem-coleira-516x250.jpg


Justificativas mais comuns de donos para não saírem conosco

"Minha casa é grande e meu cão tem acesso a tudo!"

Se temos acesso ao quintal já é bom, na casa toda é melhor ainda! Apesar disso, precisamos de novas pessoas e novos lugares.

"Tenho um quintal grande, ele não precisa de mais espaço."

É a justificativa mais comum da maioria dos donos para não nos levar pra passear. Sim, amamos ter um quintalzão! Mas necessitamos de novos lugares e novas pessoas, precisamos nos socializar. Para nós, o quintal não passa de um canil onde já conhecemos tudo, onde já sentimos todos os cheiros e onde já fuçamos tudo.

"Ele sempre sai de carro com a gente."

Passeios de carro são óootimos, mas não suprem nossas necessidades de passear, afinal, ficamos dentro de um carro com pessoas já conhecidas, não sentimos cheiros novos e nem conhecemos animais novos.

"Na rua ele fica exposto a doenças, pulgas e carrapatos."

Sim, isso é verdade. Ficamos a todo momento expostos à novas doenças e à pulgas e carrapatos, porém, o mercado de cosméticos atualmente já tem muuuuuitas opções de tratamento barato contra esse tipo de problema. Os benefícios trazidos com as caminhadas diárias não se comparam à um simples carrapato ou pulga.
Para evitar esse tipo de acontecimento, você pode investir em shampoos anti-pulga ou talcos que nos protegem desse tipo doença.
Minha irmã comprou um pacote com 100g de talco anti-pulgas, pagou 12 reais. Também comprou um shampoo anti-pulga, pagou 9 reais nele. Os dois adiantaram e muuuuuuuito.

"Ele se suja demais"

Nada que uma toalha úmida não resolva! Deixar de se divertir com seu amigão pra ele não se sujar não dá, né?! Optar por ruas asfaltadas também é uma boa opção.



http://www.amamoscachorros.com.br/wp-content/uploads/2013/03/como-passear-com-o-c%C3%A3o.jpg 
Consequências da falta de socialização

Destruir objetos

Isso acontece quando estamos frustrados, não temos onde gastar nossa energia, então resolvemos roer portas e cadeiras e fazer buracos na terra, e o pior: corremos o risco de machucar alguém e de nos machucar.

Agressividade

Cães agressivos são uma das piores coisas que existem. Ninguém quer um cachorro brabo, pois podemos machucar nossos donos, dificultando aiiiiinda mais a vida de ambos.

Latir demais

Quando já destruímos tudo e quando já machucamos alguém, o que nos resta para gastar a energia é latir.


fonte: http://mdemulher.abril.com.br/imagem/animais/interna-slideshow/passear-cachorro-cuidados-5900.jpg

Motivos para passear conosco

Socializamos com outros animais

Socializar é necessário para qualquer animal, seja ele cachorro ou humano. Se você passear regularmente conosco, nos mesmos lugares e nos mesmos locais, com certeza faremos novos amiguinhos, você conhecerá pessoas novas e se divertirá MUUUITO com nossas fofurices e nossas correrias.

Fortalece nossos músculos

Exercício é bom para qualquer animal, seja ele humano ou cachorro. O exercício frequente nos deixa mais saudáveis, consequentemente ficamos mais resistentes à doenças, diminuindo seu custo com remédios!

Faz bem para o psicológico

Problemas psicológicos estão cada vez mais comuns em cães de qualquer idade ou raça. Passeios podem resolver fácil fácil esses problemas. São uma das alternativas mais baratas e divertidas para tratar problemas desse tipo.

Faz bem para você

Além de fazer bem para nós, também faz bem pra você! Você se diverte, ri, corre, faz exercícios, toma sol, conhece pessoas novas, lugares novos e sai um pouco de casa. Todos sabem que isso é bom para a saúde mental e corpórea!

Diminui a agressividade

Ao invés de gastar com remédios para hiperatividade ou agressividade, gaste 30 reais em uma coleira que provavelmente vai resolver! Não esqueça de falar com seu veterinário sobre essa alternativa de tratamento, que ele com certeza vai apoiar e te ajudará a melhorar o problema do seu pet cada vez mais.

Ficamos mais calmos

Gastamos nossa energia, consequentemente não incomodaremos nossos donos nos momentos inadequados.

Faz parte do nosso instinto

Quando morávamos na natureza, acordávamos ao nascer do sol e logo saíamos a procura de comida. Andávamos cerca de 10h por dia, à procura de presas! Depois de nos tornarmos um animal doméstico, esse número diminuiu e muito. É sempre bom voltar aos hábitos passados, porém sem exageros.
fonte: http://3.bp.blogspot.com/-3HwZSsCoXPQ/UmoLVhHnjFI/AAAAAAAAAvA/IF9D4rHNp9Y/s1600/dog_walking.jpg

Dicas para ter um bom passeio

Coleira ideal

Coleiras peitorais são a melhor opção, pois dão ao dono maior poder sobre nós.

Para os que não andam

Com meu irmão Buddy foi assim. Minha irmã saia com ele e ele simplesmente não saia do lugar, sentava e ficava nos olhando com cara de do tipo "O que foi? Quer um autógrafo?". Quando fizermos isso, pegue-nos pela pele de cima pescoço (do jeito que a mãe pega os filhotes quando são recém-nascidos), e nos carregue alguns passos á frente, para nos mostrar que não tem nada perigoso.
Um erro muito comum da maioria dos donos quando isso acontece é desistir. Isso é a pior coisa a se fazer! Você deve ser insistente e sair conosco até nos acostumarmos com o fato de que não tem nada perigoso lá fora.

• Puxando a guia

No começo eu era assim. Era muito afobada, chegava a me engasgar porque não tinha direção. Quando fizermos isso, pare a caminhada, dê um tranco na coleira e diga NÃO em bom tom. Faça isso sempre que estivermos querendo correr à sua frente ou em direção contrária a você.

• Na hora de atravessar a rua

Essa dica é ótima para os iniciantes. Quando for atravessar uma rua movimentada, pegue-nos no colo e atravesse. Você deve estar pensando o porquê disso, vou te explicar.
Provavelmente o movimento dos carros estará intenso, e quando formos atravessar a rua, um carro pode vir em alta velocidade e ao mesmo tempo poderemos decidir parar no meio do caminho para fazer xixi por exemplo, aí tá feito o problema.
Pegue-nos no colo quando for atravessar uma rua movimentada, porém não é necessário fazer isso numa rua deserta, por exemplo.
Se seu cachorro for grande, evite atravessar ruas, afinal não poderá pega-lo no volo. Se precisar, procure sempre atravessar na faixa de pedestre.

Agitação negativa antes de sair

Isso acontecia com meu irmão Buddy nas primeiras vezes que ele saia passear. Quando minha irmã pegava a coleira, ele se escondia de baixo da cama. Lá se iam mais 20 minutos tentando acalma-lo. Agitação negativa antes do passeio não dá certo. Levamos o nervosismo para fora de casa, o que pode causar atrito, agressividade e frustração de ambos. Sempre nos acalme antes de sair de casa.
Se a agitação for positiva, não tem problema algum. Por exemplo eu, que quando vejo a coleira não sei o que fazer, mexo o rabo, lato, dou risadinha, fico muuuuuito feliz!

NUNCA saia para passear conosco sem nos por na coleira

Sabemos que quando saímos sem coleira e ficamos do seu lado, juntinho, sua satisfação vai nas alturas por saber que tem um companheiro tão amigo e fiel. Mas tudo isso pode ir por coleira à baixo quando vemos aquele boymagia do passeio anterior ou aquela cadelinha sexy da semana passada, e até quando decidimos dar um boa tarde para aquele amigão brabo. A maioria dos atropelamentos de cães durante passeios acontecem quando estamos sem coleira. Somos animais imprevisíveis, por isso não é bom arriscar.

Leve sua sacolinha

Você deve odiar quando sai para passear conosco na pracinha e pisa naquele troféu marrom e fedorento. É, provavelmente ele foi feito por um outro cachorrinho, que infelizmente não tem um dono responsável e que não leva sacolinha. Por isso sempre leve consigo um plástico para juntar nossas necessidades.

Comer antes de sair

Espere pelo menos 1 hora depois de comermos passa sair conosco. Nesse período já deveremos ter feito as necessidades e tirado aquele cochilo básico. Sair para andar de barriga cheia pode nos causar mal-estar.

Sempre pela sombra

Humanos usam sapatos. Cachorros andam descalço! Pense você em um dia de verão, debaixo de um sol de 35º e descalço. Com a gente é assim. Por isso sempre ande pela sombra que é mais confortável para ambos.

fonte: http://papumm.files.wordpress.com/2013/02/coleira-peitoral.jpg

Dúvidas frequentes

Quanto tempo tenho que passear com meu cachorro?
 
O ideal é passear entre 20 e 40 minutos. Mas isso varia de cachorro pra cachorro. O tempo ideal de passeio depende do tamanho, idade e raça. Fale com seu veterinário sobre o assunto que ele te explicará direitinho quanto tempo você deve passear conosco.
Quando saio, passeio cerca de 30 minutos.

• Quantas vezes por semana tenho que passear?

O certo é todos os dias. Mas se você não tiver tempo, pode passear de 3 a 4 vezes por semana que já é suficiente.

O que é necessário levar?

Depende de onde vamos. Se formos na pracinha, você pode levar uma bolsa pra carregar um plástico para o cocô, alguns brinquedos e uma garrafinha de água para você e uma para nós. Você também pode levar um pouco de ração se formos ficar longos períodos fora de casa.
Se for somente dar uma caminhada, um plástico pro cocô já é suficiente.
DICA: se quiser pode levar um punhado de ração dentro de uma garrafinha de água vazia, e assim que ver um cachorro que mora na rua, dê a ração para ele. Com certeza esse dia será especial pro seu novo amigão.

Onde devemos ir?

Qualquer lugar tá valendo. Nos finais de semana você pode ir à pracinhas ou clubes, fazer um pequinique com a família e aproveitar o dia. Se você mora em um condomínio grande e fica ocupado a semana toda, passear pelas ruas do local já é suficiente.
Evite ir em ruas de terra, pois lá nos sujamos mais. Opte sempre por ruas asfaltadas se não quiser ter trabalho para nos limpar depois.

Em que horário devemos sair?

Pela manhã e no fim da tarde são os melhores horários, pois o sol não está muito forte. Pra ser mais específico: entre as 10h e as 16h não é bom sair com seu pet, salvam-se dias nublados ou frios.

fonte: http://cdn.mundodastribos.com/623250-Aluguel-de-cachorro-saiba-mais.jpg

Para os iniciantes

Passear só depois das vacinas

Quando saimos para passear ficamos expostos à váaarias doenças, mas somos protegidos pelas conhecidas vacinas. Nunca saia para passear conosco se ainda não estivermos com as vacinas em dia, pois o risco de contrairmos alguma doença é enorme.
O ideal seria sair para o primeiro passeio 10 dias após a última dose da vacina.

Primeiro em casa

Esse método é ótimo para aqueles que tem medo da coleira. Coloque-a em seu cachorro e deixe-o andar pela casa com ela, mas sempre com você guiando-o . No primeiro dia faça isso durante 10 minutos, no segundo durante 20, no terceiro durante 30, e assim vái, até ele se acostumar.

Passeios curtos

Passear aos poucos é sempre bom para iniciantes. Se você sair e andar durante 50 minutos direto com seu cachorro, é obvio que ele vai odiar passear. O ideal seriam passeios curtos durante os primeiros dias.
No primeiro dia, 10 minutos bastam. No segundo, 20. No terceiro, 30. Monte sua "agenda de passeios" do jeito que achar melhor, mas sempre aos poucos.

Cuidado redobrado

A primeira vez na rua é inesquecível. Queremos cheirar tudo e comer tudo, daí a importância da vacina. Nesses dias, todo cuidado é pouco. Esteja super atento aos lugares que vamos e à possíveis restos de alimentos que ingerimos.
Provavelmente estaremos muito afobados nesses dias, por isso sempre segure com firmeza a guia, para evitar fugas imprevisíveis.

DICA: se você realmente não tiver tempo para andar com seu dog mas sabe da importância dos passeios, já existem pessoas que trabalham com isso, são chamados DOG WALKERS, pessoas que são pagas para nos levar à parques e praças! O empregado passará todos os dias na sua casa para nos buscar, sempre no mesmo horário. Eu te garanto que é um investimento que vale a pena, pois evita problemas maiores como gastos em veterinários e problemas psicológicos como agressividade e depressão.
Em cidades grandes como São Paulo esse tipo de profissão já é bem comum, por isso é fácil acha-los por um bom preço.

http://webcachorros.com.br/profissao-de-dog-walker/

 Espero que tenha gostado do post. Não pense duas vezes antes de sair com seu amigão!







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...